L583

A jornalista Maria Rosa Pecorelli ficou encantada com o jeito meigo, simples, alegre e agitado de Lídia Brondi, durante uma entrevista para a “Sétimo Céu“, de março de 1977. Foi assim que ela apresentou a jovem atriz em seu texto, publicado na edição de nº 54 da revista. Aos 17 anos, Lídia estava no ar como a doce Lúcia, da novela “À Sombra dos Laranjais“, de Benedito Rui Barbosa.

A reportagem relembra a infância e o início da carreira de Lídia, desde os tempos de teatro amador na igreja até o papel-título da série “Márcia e seus Problemas“, da TVE, personagem que ela interpretou por um ano e meio até ir para a Globo.

Uma curiosidade da matéria é que Lídia cita o interesse pela psicologia, profissão que ela assumiria anos mais tarde, ao deixar de ser atriz.

Dois momentos de Lídia em "À Sombra dos Laranjais": com Marcelo Picchi e o palhaço Toquinho.

Dois momentos de Lídia em “À Sombra dos Laranjais”: com Marcelo Picchi e o palhaço Toquinho.

O texto é ilustrado com fotos de João Silva, mostrando Lídia com o ator Marcelo Picchi e o palhaço Toquinho, seus companheiros de cena de “À Sombra dos Laranjais“.

A revista também citou o papel de Lídia Brondi em “O Grito“, mas errou ao publicar a foto. É que a imagem mostra Françoise Forton e não Lídia, em uma cena da novela, ao lado dos atores Walmor Chagas e Isabel Ribeiro.

O material faz parte do acervo de José Henrique Uessler e foi publicado no blog “Revista Amiga e Novelas“, do Césio Vital Guaudereto. Clique na imagem abaixo para ampliar e conferir a matéria na íntegra.

Revista Sétimo Céu n. 54 - Março de 1977 - Blog Revista Amiga e Novelas

Anúncios