Lídia e Marcos em “Meu Bem, Meu Mal”. Foto de João Santos / acervo “Contigo!”

Neste domingo (11), recebemos, com pesar, a notícia da morte do ator e diretor Marcos Paulo, que, com seu talento, deixou sua contribuição para a história da teledramaturgia no Brasil. Na semana passada, postei no blog uma capa da revista “Amiga” com Lídia Brondi e o ator, no post sobre os 22 anos de “Meu Bem, Meu Mal”. Neste post, vamos relembrar outros trabalhos em comum entre Marcos e Lídia.

Marcos Paulo atuou pela primeira vez como diretor em “Dancin’ Days” (1978), novela que levou o nome de Lídia Brondi para o primeiro time de atores da Globo. Antes, eles fizeram parte do elenco de “O Grito” (1975), a primeira novela de Lídia.

André (Marcos Paulo) e Fernanda (Lídia Brondi) em “Meu Bem, Meu Mal”.

Eles ainda participaram de outras produções da Globo: do seriado “Ciranda Cirandinha” (1978) e das novelas “Transas e Caretas” (1984) e “Roque Santeiro” (1985). Nesta última, Marcos Paulo, além de fazer uma participação especial como ator, também atuou na direção da trama de Dias Gomes.

Lídia e Marcos Paulo em cena de “Tieta”.

Marcos Paulo e Lídia Brondi contraceram em “Tieta” (1989). Ele, no papel de Mirko Stephano/Arthuzinho, o homem que sabia do passado de Tieta (Betty Faria) e de sua enteada Leonora, papel de Lídia Brondi.

Detalhe de capa da revista “Amiga”, de 1991, com Lídia e Marcos Paulo.

Em 1990 e 91, Lídia e o ator se reencontraram em “Meu Bem, Meu Mal”, como Fernanda e André, formando um dos pares românticos da novela. Amigos na vida real, Lídia compareceu à festa de aniversário de Marcos Paulo, em março de 1991. Veja nota publicada na revista “Amiga”:

No vídeo abaixo, relembre uma cena de “Tieta” com Lídia Brondi e Marcos Paulo. Na sequência (a partir de 1’25”), Arthuzinho encontra Leonora e insinua que sabe de seu passado como Sheila, nome que a enteada de Tieta usava em São Paulo para trabalhar como prostituta.

A foto que abre esse post foi publicada no site da “Contigo!”, em uma galeria de fotos que relembra a carreira de Marcos Paulo como ator e diretor.

Anúncios