A nota acima, publicada pela revista “Semanário”, em 1989, mostra um curioso encontro entre Lídia Brondi e dois importantes homens de sua vida: Ricardo Waddington, seu primeiro marido e pai de Isadora, sua única filha; e o atual esposo, Cássio Gabus Mendes.

O material faz parte do acervo do blog “Para Recordar Novelas e Famosos“, da Mada Aveiros, e mostra o trio nos bastidores das gravações de “Tieta”. Depois de separados, Lídia e Ricardo viveram uma relação de amor e amizade, como ela definiu em uma entrevista publicada na revista “Moda Moldes”, de 1991:

A gente [ela e Ricardo] já namorou, já casou, já teve filho, já enamorou. Agora, temos uma relação de amizade.

Cássio e Lídia como Doca e Fernanda, em "Meu Bem, Meu Mal".

Lídia, Cássio e Ricardo, além de terem seus caminhos cruzados na vida pessoal, voltaram a se encontrar profissionalmente. Waddington dirigiu Lídia e Cássio em “Meu Bem, Meu Mal” (1990/91).

Na reta final de sua última novela, Lídia iniciou um namoro com Cássio, com quem vive até hoje. Ela ainda mantém a amizade com Ricardo Waddington, que já destacou, em entrevistas, o carinho que tem pela mãe de sua filha.

Anúncios