Aos 18 anos, Lídia Brondi, que já tinha feito algumas novelas, conquistava a popularidade com seu papel na novela “Espelho Mágico”, de 1977. Mesmo diante de uma carreira promissora, a jovem mostrava-se preocupada com os estudos e dizia que queria se preparar muito para ser uma atriz competente.

Em sua vida, as coisas encaminharam naturalmente. Saiu das despretensiosas peças de teatro na igreja e foi parar na televisão. Mas ela dizia que “não pensava em ser uma Regina Duarte da vida”.

Essas informações foram publicadas na revista Grande Hotel, em 1977, numa reportagem escrita por Jurema Actis, com fotos de Irineu Barreto Filho e Vieira de Queiroz.

A matéria não está completa, mas vale a pena conferir. A reportagem ainda traz uma foto de Lídia da época de “À Sombra dos Laranjais” (e não “O Feijão e o Sonho”, como mostra a legenda”) e outra de “Espelho Mágico”, ao lado de Glória Menezes.

Clique na página abaixo para ampliar:

Anúncios