Enquanto “Meu Bem, Meu Mal” ainda estava no ar, em 1991, a revista “Guia Astral” publicou uma matéria sobre Lídia Brondi, que vivia a Fernanda na novela de Cassiano Gabus Mendes.

A jornalista Fátima Augusta registrou as opiniões da atriz sobre diversos assuntos: a paixão pelo balé, o amor pela filha, sexo, amor, casamento e esoterismo.

Lídia também falou sobre a paixão que tinha pela carreira de atriz. Além da novela, ela estava no teatro com a peça “Descalços no Parque”.

“Adoro trabalhar. Me torno uma pessoa profundamente desagradável quando não estou trabalhando. (…) Está muito cansativo, mas trabalho com prazer”.

A foto que ilustra a matéria é de João Santos. Por coincidência, é o mesmo fotógrafo que fez a imagem que abre esse post.

Clique abaixo sobre a imagem para ler a matéria na íntegra:

Anúncios