Depois de viver uma vilã em “O Homem Proibido” (1982), Lídia Brondi voltou ao ar, ainda naquele ano, como uma das protagonistas da novela “Final Feliz”. Na trama de Ivani Ribeiro, ela foi Suzy, uma moça romântica que era apaixonada pelo jovem Paulo (Buza Ferraz).

O romantismo do casal serviu de pauta para uma reportagem da “Contigo!”, de 1983, que destacou a vida amorosa dos atores na vida real. Lídia estava recém-casada com Ricardo Waddington e Buza vivia com a atriz Gilda Guillon.

À reportagem de Regina Rito, com texto de Ângela Oliveira, Lídia declarou que estava adorando fazer “Final Feliz”, afirmou ser “sonhadora e romântica” como Suzy e que tinha medo de transformar a personagem “numa bobona”. “Isso é difícil quando se trata de uma pessoa tão terna e suave quanto ela”, disse Lídia.

O material, que traz fotos de Joel Maia e Fernando Seixas, foi gentilmente enviado pelo Alperi Martins. Clique nas páginas para ampliar:

Anúncios