Depois do acidente, a vilã interpretada por Lídia Brondi virou a figura central da novela das seis.

Nos dias 15 e 16 de abril de 1982, foram exibidos, respectivamente, os capítulos 39 e 40 da novela “O Homem Proibido”, escrita por Teixeira Filho e baseada na obra de Nelson Rodrigues.

Um trágico acidente de carro deixava Joyce (Lídia Brondi) com um edema cerebral, resultando numa cegueira temporária. Mas, depois de um certo tempo, a vilã preferiu fingir que continuava cega.

Capa do encarte "Amigão", da revista "Amiga", que trazia o resumo da novela.

A cena do acidente foi gravada durante três noites e foi feita com muita dificuldade, já que o dublê não conseguiu capotar o carro na primeira gravação.

O resumo dos acontecimentos e os bastidores da cena foram publicados na revista “Amiga”, em abril de 1982. A reportagem era de Ângela Toledo, com fotos de Guston Guglielmi.

O material (que trazia fotos de Lídia com o visual de “Baila Comigo”) foi gentilmente enviado pelo Alperi Martins. Clique abaixo para ampliar:

Anúncios