Numa noite de chuva no Rio de Janeiro, uma igreja lotada acompanhou o casamento de Lídia Brondi e Ricardo Waddington. Era 3 de dezembro de 1982, uma sexta-feira. Familiares e amigos prestigiaram o momento de união do casal.

Parecia cena de último capítulo de novela, mas era realidade. Lídia Brondi, que vivia a Suzy na novela “Final Feliz”, mostrou-se radiante no dia de seu casamento. A noiva foi cercada pelo carinho de amigos famosos e demonstrou uma grande felicidade ao lado dos pais, Jonas Rezende e Lília, e dos irmãos Toth, Jonas, Noga, Laércio e Nehemias.

A noiva foi recepcionada por dezenas de fotógrafos que queriam registrar o momento. O vestido, uma criação do costureiro Chiquinho Spinoza, era rosa com corpo de renda e 15 saias de tule. Momentos antes de entrar na igreja, Spinoza fez os últimos ajustes no vestido. O repórter Ricardo Faria, da “Contigo!”, definiu Lídia como uma “bonequinha de luxo”.

Um cadilac vinho coupê levou Lídia Brondi até a igreja. Marcada para às 20h, a cerimônia começou com uma hora de atraso por causa do forte temporal que caiu no Rio. O casamento foi celebrado pelo pai da atriz, o pastor Jonas Rezende, na Igreja Anglicana de Botafogo.

Lídia entrou na igreja com seu irmão Laércio, ao som de “Ave Maria”, de Shubert, na voz de Lizete Pinhão. A música “Oração Pai Celeste”, do pastor Benjamim de Moraes, também fez parte da celebração.

O sermão de Jonas Rezende exaltou o significado das alianças e foi bastante descontraído. “Pompa e Circunstância”, tocada por Edvaldo Frias, marcou a saída dos noivos da igreja.

Lílian Lemmertz, Nathália do Vale e o diretor Paulo Ubiratan (foto acima), que trabalhavam com Lídia em “Final Feliz”, prestigiaram a celebração. Outros convidados famosos foram o autor Gilberto Braga; e as atrizes Christiane Torloni, Lucélia Santos, Joana Fomm e Suzana Queiroz.

A lista de convidados incluía outros famosos, que não compareceram: Lauro Corona, Beth Goulart, Sônia Braga, Tony Ramos, Sylvia Bandeira, Milton Gonçalves, Susana Vieira, Daniel Filho, Boni, Reginaldo Faria, Stephan Nercessian e Paulo César Pereio.

Depois de receber os cumprimentos na sacristia da igreja, os noivos e convidados partiram para a recepção, que aconteceu no Gávea Golfe Clube, em São Conrado.

A recepção foi organizada pelos maîtres Apkar Q. Minassian e Darcy Venâncio. No local, aconteceu o tradicional corte do bolo pelos noivos.

Depois da festa, os recém-casados foram para um hotel na Barra da Tijuca. A lua-de-mel foi de apenas dois dias, já que na segunda-feira seguinte, Lídia Brondi e Ricardo Waddington tinham compromissos profissionais.

Enquanto ele voltava para os preparativos de uma peça junto ao grupo Asdrúbal Trouxe o Trombone, ela seguia com as gravações de “Final Feliz”.

Os dois permaneceram juntos por alguns anos, tiveram uma filha, separaram, voltaram, separaram de vez, e estão unidos para sempre pelo carinho e amizade.

§§§

As informações para esse post foram retiradas de duas matérias gentilmente enviadas pelo Alperi Martins. Confira abaixo as páginas. Para ler as reportagens na íntegra, clique sobre as imagens.

– Revista “Amiga”, com reportagem de Arnaldo Risemberg e fotos de Gaston Guglielmi:

– Revista “Contigo!”, com reportagem de Ricardo Faria e fotos de Cristina Granato e Fernando Seixas:

Anúncios