Esse é o centésimo post deste blog. Noventa e nove artigos sobre Lídia Brondi o antecedem. O blog começou bem despretensioso e, hoje, é algo que faço com o maior prazer. Faz parte da minha rotina. Me dedico a ele porque, além de ser uma homenagem a Lídia Brondi, sei que muitas pessoas passam por aqui.

Tudo começou no dia 10 de março deste ano. O primeiro mês fechou com 452 visitantes. O mês seguinte, com 586 visitas. Esse número só foi aumentando… Em julho, foram 3.648. O atual mês, que ainda não acabou, já totaliza 5.120 visualizações. No total, de março a 26 de agosto, já são 14.210.

Mesmo sendo um número muito inferior ao total de visitantes dos blogs que existem por aí, é algo extraordinário. O mais interessante é que ele trata, exclusivamente, de uma atriz que está há quase 20 anos longe do meio artístico.

Isso significa que muitos brasileiros ainda não esqueceram Lídia Brondi. É muito gratificante saber que o blog está sendo cada vez mais visitado e que, hoje, é o espaço na internet que mais acumula informações sobre a atriz que virou psicóloga.

Então, gostaria de agradecer a todo mundo que lê o blog. Agradecer a TODOS que deixaram comentários aqui. Ao pessoal da comunidade da Lídia no Orkut, obrigado!

Há aqueles que estão sempre por aqui ou lá na comunidade elogiando e divulgando o blog: obrigado especial a Andrea, Sérgio, Eudes, Yukio, Mirela e Márcio.

Tem outros agradecimentos muito especiais porque são para aqueles que ajudam a garantir atualizações aqui. O que seria do blog sem a colaboração deles? Muito obrigado a Lívio Rodrigues, Alperi Martins, Sérgio Henrique e Lufe Steffen, pelas páginas e fotos enviadas.

Um agradecimento especial para a Andrea, que, além do apoio, divulgou na comunidade a foto mais recente de Lídia Brondi, feita pelo Lee Swain e postada em seu blog, o elegante “Eu e Meu Chapéu“. Claro, um obrigado especial ao Swain pelo flagra e carinho.

Enfim, a todos que visitam e prestigiam esse blog, mesmo àqueles que não se manifestam: muitíssimo obrigado!

E que a gente consiga garantir muitos outros artigos – que falam exclusivamente sobre Lídia Brondi – para matar a saudade e dar vida longa ao lidiabrondi.wordpress.com.

Anúncios