Lídia em foto de Aldyr Tavares para a "Ilusão".

A revista “Ilusão”, de 14 de julho de 1978, trouxe uma matéria em que Lídia Brondi fala sobre a recusa em viver Marisa, a filha de Júlia Matos (Sônia Braga), em “Dancin’ Days”.

Lídia Brondi não quis repetir o papel de adolescente rebelde, que tinha acabado de viver em “Espelho Mágico”. Ao contrário do que muitos divulgam, o teste para o papel de Marisa, papel que ficou com Glória Pires, não foi assim tão decisivo.

E Lídia Brondi viveu, então, um dos papéis mais marcantes e especiais de sua carreira: a jovem Vera Lúcia. Contrariando o que diz a matéria, Verinha roubou a cena e conquistou sua importância dentro da novela de Gilberto Braga.

Clique nas imagens abaixo para ler a reportagem de Regina Rito. Quem gentilmente colaborou com o blog enviando o material foi o Alperi Martins, membro da comunidade de Lídia Brondi no Orkut.

Anúncios