Lee Swain, que fez o flagra de Lídia Brondi em um restaurante, no início deste ano, voltou a falar sobre a atriz em seu blog “Eu e meu chapéu”. Um especialista em retoques digitais, Clesio Teixeira, retocou a imagem de Lídia para o blog.

A proposta surgiu após um fã da atriz ter achado desrespeitosa a comparação do blog de Swain, onde algumas pessoas viram uma semelhança entre Lídia e Gretchen. Surgiu a ideia do retoque, para levantar algumas discussões. O resultado do trabalho de Clesio segue abaixo:

Imagem de Lídia antes e depois do retoque de Clesio Teixeira para o blog "Eu e meu chapéu", de Lee Swain.

O post levanta questões sobre o uso dos retoques digitais e a “Celebrity Worship Syndrome” (que seria, a grosso modo, uma obsessão doentia pela vida do ídolo). Entenda melhor a proposta de Lee Swain e confira o texto de seu blog clicando AQUI.

A foto da direita é da atriz que veríamos nas páginas das revistas, a imagem tratada, alterada. A da esquerda é da atriz que abandonou a carreira, tornou-se psicóloga, vive sua rotina de forma tranquila. É a mulher de verdade, que conserva o mesmo sorriso da época de famosa e o ar de menina que conquistou o país.

O post de Lee Swain vem em uma semana em que o nome de Lídia Brondi foi citado por grandes veículos. Primeiro, no domingo (18), com a nota no jornal “Hoje em Dia”, de Belo Horizonte. Depois, com a citação no site do GNT, na terça (20).

É interessante observar como um nome, depois de quase 20 anos longe da vida artística, ainda é bastante lembrado. Lídia Brondi marcou muito sua imagem na vida do público, foi aplaudida durante anos e dificilmente será esquecida.

Reproduzindo o que eu comentei no blog do Swain:

“Gosto da verdade e beleza do retrato no restaurante. Essa imagem de Lídia com cara lavada representou muito para os fãs da atriz. Ela significa muito, ainda mais porque Lídia aparece raramente. A foto diz muito sobre a personalidade da Lídia – que sempre foi muito verdadeira, autêntica. (…) Há uma beleza muito grande por trás de um rosto limpo. Especialmente no de Lídia, que conservou o mesmo ar de menina que ajudou a consagrá-la”.

Anúncios