Os opostos se atraem. Doca (Cássio Gabus Mendes) em um dos momentos de implicância com Fernanda (Lídia Brondi), em “Meu Bem, Meu Mal”, de Cassiano Gabus Mendes (Globo, 1991).

Anúncios