A nota “A atriz que sumiu do mapa” foi publicada na revista “Veja”, edição de 9 de dezembro de 1994. O texto narra alguns boatos “macabros” que surgiram três anos após o afastamento de Lídia Brondi do meio artístico.

A revista cita a decisão de Lídia em não voltar a fazer novelas. E, num tom um pouco sensacionalista,  diz que a atriz “não se deixa fotografar em hipótese alguma”, o que soa como um equívoco, já que Lídia sempre se mostrou sorridente e atenciosa diante de um flagra, mesmo nos quase 20 anos longe da TV.

Clique sobre a imagem abaixo para ler a nota na íntegra.

About these ads